Revisão da NR 18 tem alterações para melhorias em canteiros




Data: 19/04/2018 / Fonte: Ministério do Trabalho 

Brasília/DF - A segurança do trabalho nos ambientes de atividades laborais da indústria da construção civil ganhou reforço nesta quinta-feira (19), com a publicação da Portaria nº 261, do Ministério do Trabalho, no Diário Oficial da União. O texto altera um dos itens da Norma Regulamentadora nº 18 (NR-18), que trata das condições e do meio ambiente no setor. As mudanças abrangem principalmente as instalações elétricas provisórias dos canteiros. O objetivo é prevenir acidentes por choque elétrico, que, juntamente com quedas e soterramentos, concentram a maioria dos acidentes de trabalho no setor. 

A revisão da do item 18.21 da NR 18 começou a ser feita no ano passado, durante as reuniões técnicas do Comitê Permanente Nacional, que reúne representantes dos trabalhadores, dos empregadores e do governo, com atuação tripartite e atualmente coordenado pelo Ministério do Trabalho. "A alteração é um ganho para o trabalhador, pois torna o texto mais atualizado e de acordo com o atual cenário. Um dos destaques está na obrigatoriedade da instalação do dispositivo diferencial residual (DR) nas obras, já previsto na NR 10, mas que agora passa a ser obrigatório para a indústria da construção civil. Essa modificação será uma forte aliada na diminuição dos acidentes de trabalho", explica o auditor-fiscal do Trabalho no Pará Jomar Sousa Ferreira Lima, com base na experiência exitosa verificada nos canteiros de obra da Paraíba. 

Sobre a NR 18 - A norma faz referência aos procedimentos, dispositivos e atitudes a serem observados durante a execução das atividades em canteiros de obras. Os capítulos são dedicados à segurança do trabalho e incluem, entre outros, tópicos como armações de aço, demolição, instalações elétricas, equipamentos, andaimes e plataformas. 
A atualização da NR 18 ocorre em meio à Campanha Nacional de Prevenção de Acidentes de Trabalho (Canpat) do Ministério do Trabalho. A edição 2018 trata da prevenção em todas as situações que envolvem o trabalho, mas tem dois focos principais: os adoecimentos e as quedas com diferença de nível. O objetivo é prevenir situações que vitimam os trabalhadores diariamente nos diversos setores da economia. A Canpat teve início em abril e segue até novembro.
Read more »

Empresa apresenta cartilha com dicas para implantar NR 12 nas indústrias


Norma regulamentadora dedicada à segurança no trabalho em máquinas e equipamentos, a NR 12 foi criada em 1978 e sua versão revisada está em vigor no país desde 2010. A NR 12 indica o que deve ser feito em máquinas e equipamentos para preservar a segurança do trabalhador e evitar o risco de acidentes no trabalho.
Para esclarecer as principais dúvidas sobre a implantação da NR 12, a Schmersal, multinacional alemã líder mundial em sistemas de segurança para máquinas industriais, lança a cartilha “Dicas para implantar a NR 12 na sua empresa”. “Neste documento, detalhamos os passo a passos de como implantar a NR 12 e, assim, evitar acidentes com os operadores de máquinas e interdições durante as fiscalizações do Ministério do Trabalho”, explica Amauri Martins, coordenador de treinamentos e normas técnicas da Schmersal.
Desenvolvida de maneira didática e objetiva, a cartilha pode ser baixada gratuitamente no site http://conteudo.schmersal.com.br/nr-12-ebook. A Schmersal sempre investe em soluções que visam garantir a segurança no ambiente de trabalho industrial. A empresa inclusive estruturou a Academia Schmersal para capacitar profissionais ligados à segurança industrial para atender as especificações técnicas exigidas pela NR 12.

Read more »

Eventos marcam o lançamento do Dicionário de SST em São Paulo




Data: 22/03/2018 / Fonte: Redação Revista Proteção 

São Paulo - Reunindo mais de 522 autores de diferentes profissões e partes do mundo e 1.236 verbetes, o Dicionário de Saúde e Segurança do Trabalhador foi lançado oficialmente no estado de São Paulo. No dia 20 de março, o evento foi realizado na capital paulista na Biblioteca Municipal Mário de Andrade. Já, no dia 21 de março, o lançamento ocorreu em Campinas/SP, no Café Container. Os encontros reuniram profissionais da área, assim como autores do livro.

Conforme o organizador do projeto, o médico do Trabalho e professor René Mendes, o material conta com verbetes temáticos, biográficos, institucionais e relatos de casos históricos e emblemáticos no Brasil e no mundo relacionados à SST. "É uma referência importante que deve estimular reflexões e debates para permanentes revisões e upgrades que o tornem cada vez mais útil para os profissionais de saúde e segurança", afirma.

Com perfil multiprofissional e multidisciplinar, o dicionário voltado para técnicos e engenheiros de Segurança do Trabalho, médicos do Trabalho, enfermeiros e técnicos de Enfermagem do Trabalho, ergonomistas, fonoaudiólogos, fisioterapeutas e terapeutas ocupacionais, auditores fiscais do Trabalho, peritos trabalhistas e da Previdência Social, entre outros profissionais interessados.

O Dicionário de Saúde e Segurança do Trabalhador é uma produção da Proteção Publicações e pode ser adquirido em formato impresso ou digital no site: www.protecaopublicacoes.wixsite.com/dicionario-sst. Interessados também podem entrar em contato pelo e-mail circulacao@protecao.com.br ou pelo telefone (51) 2131-0400.

Após o lançamento em São Paulo, o dicionário também estará disponível em outras capitais brasileiras. Confira abaixo o calendário:

São Paulo/SP - 26 de Março - 17-20hLocal: Fundacentro São Paulo
Rua Capote Valente, 710 - Bairro Pinheiros.

Rio de Janeiro/RJ - 27 de Março - 18-21h

Local: Centro Cultural Justiça Federal
Av. Rio Branco, 241- Cinelândia/Centro.

Natal/RN - 2 de abril - 18-21h
Local: Auditório do Ministério Público do Trabalho - MPT
Rua Dr. Poty Nóbrega, 1941 - Lagoa Nova.

João Pessoa/PB - 3 de abril - 17-21h
Centro Cultural Ariano Suassuna Tribunal de Contas do Estado da Paraíba
Local: Rua Prof. Geraldo Von Sohsten, 147 - Jaguaribe.

Recife/PE - 4 de abril - 18-21h
Local: Auditório Sérgio Guerra - Assembleia Legislativa de Pernambuco
Rua da Aurora, 631 - Boa Vista.

Maceió/AL - 5 de abril - 18-22h
Local: Livraria Leitura - Parque Shopping Maceió
Av. Comendador Paiva, 5945 - Cruz das Almas.

Aracaju/SE - 6 de abril - 19-22h
Local: Sociedade Médica de Sergipe - Somese
Rua Guilhermino Rezende, 426 - São José.

Salvador/BA - 9 de abril - 17-21h
Local: Salão Nobre da Sede Mater da Faculdade de Medicina da Bahia
Largo do Terreiro de Jesus - Centro Histórico.


Belo Horizonte/MG - 11 de abril - 17-21h
Local: Biblioteca Pública Estadual Luiz de Bessa
Praça da Liberdade, 21 - Funcionários.

Curitiba/PR - 13 de abril - 17-21h
Local: Solar do Rosário
Rua Duque de Caxias, 4 - Centro Histórico.

Brasília/DF - 16 de abril - 17-21h
Local: Centro Cultural da Associação dos Docentes da UnB - ADUnB
Casa do Professor
Campus Universitário Darcy Ribeiro - Gleba A.

Porto Alegre/RS - 18 de abril - 17-21h
Local: Centro Cultural SindBancários
Rua General Câmara, 424 - Centro Histórico.     

Cuiabá/MT - 22 de maio - 19-21h
Local: II Congresso dos Trabalhadores do SUS da Secretaria de Estado da Saúde de Mato Grosso - Hotel Fazenda Mato Grosso 3
Av. Antônio Dorileo, 1100 - Coxipó.
Read more »

A ISO 45001 substituirá a OHSAS 18001



A norma ISO 45001:2018 – Sistemas de gestão de segurança e saúde ocupacional – Requisitos com orientação para uso, acaba de ser publicada. O documento traz processos para melhorar a segurança do trabalho em diversos setores. Projetada para ajudar empresas e indústrias de todos os tamanhos, a expectativa é que a norma reduza lesões e doenças nos ambientes laborais ao redor do mundo.
Segundo dados divulgados pela Organização Internacional do Trabalho (OIT), aproximadamente 3 milhões de acidentes mortais ocorrem anualmente. Para se ter uma ideia, 7.700 pessoas chegam ao óbito diariamente devido doenças ou ferimentos relacionadas ao trabalho. Além disso, cerca de 374 milhões de ocorrências não-fatais são registradas a cada ano, muitas delas resultam no afastamento do funcionário.
A ISO 45001 espera mudar isso, pois fornecerá às agências governamentais, à indústria e outras partes interessadas uma orientação para melhorar a segurança dos trabalhadores em países de todo o mundo. David Smith, presidente do comitê da ISO/PC 283, que desenvolveu a nova norma, acredita que isso trará mudanças para milhões de trabalhadores. “Os responsáveis pela elaboração se uniram para fornecer uma estrutura para um ambiente de trabalho mais seguro para todos, seja qual for o setor em que você trabalha”. Mais de 70 países participaram diretamente da criação deste importante documento, desenvolvido pelo ISO / PC 283 – Sistemas de gestão de saúde e segurança ocupacional, que tem como secretaria do comitê, a British Standards Institution (BSI).”
A norma se baseia nos elementos comuns encontrados em todas as demais do sistemas ISO, usa um modelo simples de Plan-Do-Check-Act (PDCA) e fornece estrutura para que as companhias se planejem para diminuir os perigos.
A ISO 45001 substituirá a OHSAS 18001, referência anterior do mundo para saúde e segurança no local de trabalho. As organizações já certificadas na OHSAS 18001 terão três anos para cumprir a nova norma ISO 45001, embora a certificação de conformidade com a norma não seja um requisito da norma.
Read more »

Ergonomia hospitalar: rotina pesada



Data: 07/03/2018 / Fonte: Redação Revista Proteção/Raira Cardoso 

Assegurada pela Constituição da República Federativa do Brasil como um direito de todos, a saúde, em especial a qualidade do atendimento oferecido pelos estabelecimentos de saúde, é tema recorrente de discussões. Muito porque o mesmo texto coloca como responsabilidade do Estado garantir que esse direito seja, de fato, usufruído. No entanto, pouco ainda se discute sobre a saúde dos profissionais que atuam nos hospitais, dedicando seus esforços para o conforto e bem-estar da população.

Realizando suas atividades em um ambiente laboral extremamente complexo, esses colaboradores são expostos diariamente a fatores biológicos, físicos, químicos, psicossociais e ergonômicos, sendo este último responsável por muitos afastamentos no setor, principalmente em meio à equipe de enfermagem, devido à movimentação de pacientes. Além dos riscos biomecânicos, comuns também em outras áreas do hospital como higienização e nutrição, os colaboradores ainda passam por problemas de cunho organizacional, como as longas jornadas de trabalho e a pequena equipe disponível frente à grande demanda encontrada. Soma-se a isto a carga mental, que sujeita os profissionais a terem que lidar com o `peso’ do sofrimento e da morte. 

Nessa reportagem sobre ergonomia hospitalar apontamos quais são as principais dificuldades encontradas nesses ambientes laborais e como o desenvolvimento de uma visão voltada à Saúde e Segurança do Trabalho pode mudar essa situação. Algumas instituições que já começaram a trilhar o caminho da prevenção deram o seu depoimento à Proteção.
Read more »

 
UOL Web Hosting | TST Service - Trabalho, Segurança e Treinamentos - (74) 3622-2011 TST Service | 2010 Acesse já www.tstservice.com.br